sábado, 8 de março de 2008

Canto de uma nota sol













São 141, depois de sábado,
menos um.
mais um,
jogo que vem
em um momento assim
pra a felicidade esconder

Pelos seus sonhos
e por esses dias tão reais,
eu conto eles pra você.

13 comentários:

Kalar disse...

See Here or Here

Lucas disse...

Giu, giu...

Adorável sempre, rs.


Linda imagem e adorei o que escreveste elucidamdo o 'momento'

Desconhecia esse teu blog mas to gostando do que estou lendo, comentarei em breve.

Bjos poetisa inspiradora! =P

Leandro Jardim disse...

Poema intrigante, dá pra imaginar a inspiração... :)

Marcelo disse...

Adoro escrever coisas assim, herméticas, quase intraduzíveis...
Coisas que minha alma dita e eu só coloco no papel.
Ou, uma psicografia de mim mesmo.
Lindo seu poema.

Beijos

Kalar disse...

This comment has been removed because it linked to malicious content. Learn more.

Gardagami disse...

See here or here

Zan disse...

que singelo...gostei muito...

E obrigado pelos comentários lah no poetryden...

Mariana Ribeiro disse...

Giu seus poemas sempre me surpreendem, esse é bem enigmático e assim sendo instigante...Muito bom! Beijos.

Zololkis disse...

SECURITY CENTER: See Please Here

Zololkis disse...

See Please Here

Clarissa Santos. disse...

Nossa, nunca mais falei com você,
nem li nenhum dos seus inumeros blogs!
Mas achei "adorabilíssimo" o post :P

beijos *:

Abraão Vitoriano de Sousa disse...

extraordinário!!!!!!! me amarrei em passar por aqui...

LivroPronto disse...

Olá!

A LivroPronto Editora convida você, autor, para uma conversa sobre a publicação de sua obra.

Escreva para nós!
gabriela@livropronto.com.br

Um grande abraço!