domingo, 25 de janeiro de 2009

Serenata (Canto dele)


Havia
doses de rimas
angústias
pesares


Falava da vida
do tédio
da dúvida...
com jeito de serenata


Havia
frases malditas
outras tantas
amargas


Ah! As imagens...
O Diabo parecia um menino
nos braços da valsa


Despertei
com a pergunta
seguida da pausa

- Você entendeu?

- Nada!

...

Estava escutando
a melodia
das tuas palavras.


16 comentários:

Alexandre Spinelli disse...

Giu... já comentei este também em algum lugar por ai...
Não sei, acho que não entendi nada, para te ser sincero, mas me tocou muito... vi imagens, cenas e me vi nelas... acho que estava escutando a melodia das tuas palavras...
Beijo, menina...

Poeta do Simples disse...

Amo a poesia (poetisa)!

Malu disse...

Ritmo gostoso, deliciante.
Assim como o sentido do todo!
Delícia!

Lucas de Oliveira disse...

totalmente amável.

Rogério disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rogério disse...

Esse eu nem preciso comentar em público, mas quero deixar claro que sou eu ali na imagem. Dá pra ver pelo chapéu.

Mariana Ribeiro disse...

Quantas imagens e movimentos Giu, simplesmente encantador.^^ Beijos.

vanessacamposrocha disse...

Tão bonito!

Ingrid Regina disse...

Deste eu lembro!
E eu também me senti como o Alexandre, imagens, e até sons...
Embora agora, eu pense no seu vizinho sabe, o musico? de quando cê tinha uns 15, lembra?
ahuahuaihuahuahuahuiahuahs

[/piadinha]

È um dos meus preferidos, Serenata .
Faz-me dançar nos versos da melodia das tuas palavras;

beijo, mensageira.

all that free disse...

hy.... nice blog... "GO BLOG" in yo'r scream

O esconderijo do Pinico disse...

Uma das coisas mais envolventes que já li!

Thomas Albuquerque disse...

cara mensageira...
estou seguindo teu blog... achei lindo.

beijos

Facundo disse...

lindo
adorei o final.
realmente muito belo.

Moniquinha disse...

Acho lindo... já comentei em algum lugar.
Hoje tirei pra visitar os amigos, e deixar meu carinho para 2010... muita inspiração pra vc florzinha, sempre!!

beijos!

Iriene Borges disse...

lembro desse!
Muito bom reler.
Que houve com vc? Pq sumiu?

Beijo

Tati disse...

Sinto sa falta Giu e das suas palavras cheias de música, doçura e encanto.


Beijos